O São Paulo estava esperançoso em contar com Fernandão já para as quartas de final da Libertadores, mas a chegada do atacante já não é mais uma realidade. O Goiás não recebeu bem a proposta final feita pelo Tricolor Paulista nesta quarta-feira, e a partir desta quinta vai abrir negociações com outros clubes. Palmeiras, Fluminense e equipes do exterior já procuraram Edmo Pinheiro, representante escolhido pela diretoria do Esmeraldino para negociar o futuro do jogador.

O time goiano queria Carlinhos Paraíba e Marcelinho Paraíba por empréstimo até o fim do ano, com salários pagos pelo São Paulo, para liberar Fernandão em definitivo. O time paulista ofereceu Carlinhos Paraíba e uma compensação financeira, cujo valor não foi divulgado. Edmo acredita que Marcelinho Paraíba não quis deixar o Tricolor. A reportagem tentou falar com o diretor de futebol são-paulino, João Paulo de Jesus Lopes, por telefone, mas não teve sucesso.

– Eu repassei a proposta encaminhada pelo João Paulo ao conselho e à diretoria, mas não foi aprovada. Ainda vou comunicar isso a ele, mas acredito que a negociação com o São Paulo esteja praticamente encerrada. Parece que o Marcelinho Paraíba quer permanecer por lá, e respeito a decisão dele, mas a oferta realmente não está dentro do que o Goiás espera. A partir desta quinta já vamos iniciar conversas com as outras equipes, como Palmeiras e Fluminense – explicou Edmo Pinheiro.

Apesar de negar publicamente o interesse no jogador, o vice-presidente de futebol do Fluminense deve ir a Goiânia antes do fim de semana para buscar reforços. Ao que tudo indica, o objetivo da viagem é se encontrar com o atacante esmeraldino. Fernandão trabalhou com Muricy Ramalho no Internacional em 2004 e 2005 e foi indicado pelo treinador. Além de um reforço para um setor carente no elenco carioca, sua chegada agregaria experiência e liderança ao Flu para a disputa do Brasileirão, na opinião do comandante.

Edição Globo Esporte