You are currently browsing the category archive for the ‘Uncategorized’ category.

Esquecer a eliminação do ano passado. Será com esta mentalidade que o São Paulo entrará em campo nesta quarta-feira à noite, no Mineirão, diante do Cruzeiro. É o primeiro duelo entre as equipes pelas quartas de final da Libertadores de 2010. O jogo da volta acontecerá dia 19, no Morumbi.

E para seguir à risca esta ideia, o Tricolor Paulista contará com novidades em relação ao time de 2009, que acabou caindo para o rival mineiro. A começar pelo atacante Fernandão. Apresentado no último sábado, o camisa 15 deverá fazer sua estreia na equipe.

Experiente, e campeão da Liberadores (venceu em 2006 com o Internacional), Fernandão chega com a responsabilidade e liderança de quem realmente se espera muito dentro do clube. Diante do Cruzeiro, o são-paulino deverá formar dupla de ataque com Dagoberto.

Se lá na frente Fernandão é a principal novidade para a história do passado não se repetir, o São Paulo vem renovado na defesa. Setor que não é vazado há seis jogos na competição (em oito jogos sofreu apenas dois gols – na derrota para o Once Caldas por 2 a 1).

No gol, é até estranho dizer que Rogério Ceni é uma novidade. Lesionado no ano passado, o goleiro não participou das quartas de final contra os mineiros. De volta, ele ostenta ótimo desempenho no Mineirão, onde não perde há cinco jogos.

Foi também no estádio que o goleiro se tornou o maior goleiro-artilheiro do mundo. Em 2006, Ceni marcou os dois gols no empate com o Cruzeiro em 2 a 2 e chegou aos 64 na carreira. No ano seguinte, na igualdade com o Atlético-MG, ele recebeu uma placa de homenagem no estádio.

Cicinho e Alex Silva também merecem destaque. O lateral-direito foi contratado este ano e vem crescendo de produção. Nestes mata-matas da Libertadores, ele espera repetir o desempenho de 2005, quando conquistou o título e foi um dos destaques da vitoriosa campanha.

“Temos novamente o Cruzeiro pela frente. Será um jogo difícil. Não adianta ficar lembrando do jogo do ano passado. Tem de ver onde errou para não errar novamente. As equipes estão bem concentradas para fazer um grande jogo”, ressaltou Cicinho.

E Alex Silva? Os números falam por ele. Na Libertadores, o zagueiro ainda não foi vazado – já são seis jogos. Com a camisa do Tricolor Paulista, o defensor ainda não perdeu para o adversário desta quarta-feira. Ao todo, são quatro partidas, com duas vitórias e dois empates.

A única ausência do setor deverá ser o zagueiro Miranda, que está com problemas particulares. Por outro lado, Xandão está com moral alto no elenco e espera repetir o bom momento do início da temporada. No restante, a equipe não deverá ter nenhuma surpresa na escalação inicial.

Com isso, o quarteto deixará o São Paulo ainda mais forte e confiante para o duelo contra o Cruzeiro. Depois da classificação complicada diante do Universitário-PER, o ânimo do elenco são-paulino está renovado.

Edição São Paulo FC

O fato de o técnico Ricardo Gomes acenar com um time misto no São Paulo para o jogo deste domingo, contra o Flamengo, às 16h, no Maracanã, foi bem recebido por vários jogadores. Afinal, eles querem mostrar ao treinador que podem ficar com uma vaga no time titular. Jean é um deles.

– Com certeza é uma ótima chance para vamos mostrar nosso trabalho e ressaltar que estamos aqui se precisarem de nós. Estamos prontos, vivos e atentos – destacou o volante.

Jean sabe que, da mesma forma que os jogadores reservas do São Paulo querem aparecer na partida deste domingo, pelo Brasileiro, o mesmo pode acontecer com o time do Flamengo. O Tricolor encara o Cruzeiro pelas quartas de final da Libertadores no Mineirão no meio da próxima semana. E o Rubro-Negro está em situação semelhante: encara o Universidad do Chile, também pela competição continental.

– Não sei se o Flamengo jogará com titulares ou não, mas estou preparado para enfrentar o melhor que o adversário tiver. Se for uma equipe reserva até fica mais difícil, pois todo mundo quer mostrar serviço. São Paulo e Flamengo têm elencos fortes. Vai ser um jogo muito complicado no Maracanã – acrescentou o camisa 2.

Edição Globo Esporte

A Era Fernandão, com a qual comissão técnica e dirigentes do São Paulo tanto sonhavam há tempos, terá início neste sábado no CT da Barra Funda. A partir das 10h, o atacante fará o primeiro treino no clube e logo em seguida será apresentado. Solução?

Todos no Morumbi acreditam que o novo camisa 15 poderá ser o diferencial para eliminar o favorito Cruzeiro nas quartas de final da Copa Libertadores. Mas sua chegada também pode acarretar problemas.

Campeão da América e do mundo em 2006, Fernandão tem o espírito de liderança que o próprio líder Rogério Ceni espera para ajudá-lo a motivar os companheiros dentro de campo.

– Eu gosto muito do Fernando, ele é um grande jogador e tem essa aura de líder que acho muito legal, ajuda dentro de campo – disse o capitão.

Ricardo Gomes confia na presença do ex-goiano para melhorar o poder de finalização, principal problema na sofrida classificação contra o Universitario (PER), além de fazer com que o São Paulo fique mais tempo com a bola nos pés. Tanto com Washington, quanto com a dupla de velocistas Dagoberto e Fernandinho, o time tem perdido a posse de bola facilmente no setor ofensivo.

O técnico já declarou intenção de escalar Fernandão como titular na próxima quarta-feira, diante do Cruzeiro, no Mineirão. Mas Ricardo, por ironia, também poderá sofrer más consequências com a chegada do atacante. O presidente Juvenal Juvêncio já declarou que quanto mais qualificado o elenco, maior é a responsabilidade do comandante por bons resultados. Com o reforço, Ricardo vai ser muito cobrado caso a equipe fracasse na Libertadores.

Além da exigência, o treinador terá de administrar mais egos em busca de uma vaga entre os titulares. Washington, um dos mais ferozes no quesito “reclamação”, é justamente quem perde espaço para o reforço.

Nos últimos 40 dias, Cicinho, Junior Cesar e Marcelinho também protagonizaram manifestações de insatisfação. Com a chegada de mais um “acostumado a jogar”, o grupo ganha qualidade e concorrência.

A Era Fernandão inicia com promessa de gols. E será preciso habilidade para afastar dores de cabeça.

Edição LanceNet!

Parte da torcida do São Paulo continua insatisfeita com o trabalho de Ricardo Gomes. Tanto é que, mesmo com o time classificado para as quartas de final da Libertadores, contra o Cruzeiro, o treinador tem sido vaiado. E, na noite desta sexta-feira, parte do muro do centro de treinamento do clube, na Barra Funda, na Zona Oeste da cidade, foi pichado com dizeres como ‘Retranqueiro’ e ‘Fora, Gomes’.

Neste domingo, o Tricolor Paulista estreia no Campeonato Brasileiro contra o Flamengo, no Maracanã, mas o técnico deve escalar um time misto, já que na quarta, dia 12, tem pela frente o Cruzeiro no primeiro duelo que decide a vaga nas semifinais da Libertadores. E a pressão sobre Gomes só deve aumentar.

Edição Globo Esporte

O atacante Fernandão já tem condições de jogo no Campeonato Brasileiro e na Copa Libertadores. A diretoria do São Paulo regularizou a documentação do jogador, que assinou contrato no início da tarde desta sexta-feira. Se o técnico Ricardo Gomes quiser, poderá utilizá-lo já na estreia do Campeonato Brasileiro, domingo, contra o Flamengo, no Maracanã.

O vínculo de Fernandão com o São Paulo vale até 31 de dezembro de 2011 e foi registrado no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) no fim desta tarde. A partir do momento em que seu nome é publicado no Boletim, o jogador passa a ter condições de entrar em campo.

A documentação do atacante também está pronta na Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol). O prazo máximo para deixar Fernandão em condições de disputar as quartas de final da Libertadores contra o Cruzeiro era a noite da próxima segunda-feira, mas os dirigentes tricolores anteciparam o processo.

– A diretoria colocou o jogador em condições e se o Ricardo Gomes quiser, poderá colocá-lo em campo no domingo e na quarta-feira – confirmou o diretor de futebol João Paulo de Jesus Lopes.

Fernandão vai disputar a Libertadores com a camisa 15 que era de Carlinhos Paraíba, emprestado ao Goiás na negociação que levou o atacante ao Morumbi. A apresentação oficial do reforço vai ocorrer depois do treino deste sábado, por volta das 12h, no CT da Barra Funda.

– A vontade de chegar e jogar é enorme, vamos ver o que o Ricardo está pensando. Quero participar desde o começo – afirmou o jogador em entrevista ao site oficial do São Paulo, questionado a respeito do jogo de quarta-feira, no Mineirão.

Edição LanceNet!

É o início de uma nova história. Fernandão é oficialmente jogador do São Paulo. Nesta sexta-feira à tarde, o atacante esteve no CT da Barra Funda, acertou os últimos detalhes do seu contrato e já teve o primeiro encontro com o técnico Ricardo Gomes.

Após o acordo, o novo são-paulino almoçou no CT e seguiu para fazer os exames médicos. Neste sábado, ele treinará com o restante do grupo e, logo em seguida, será apresentado. Fernandão vestirá a camisa 15 do Tricolor.

Em seu primeiro dia no São Paulo, o jogador já está ciente da responsabilidade que terá dentro de campo. Campeão da Libertadores em 2006 pelo Internacional, Fernandão elogia o elenco são-paulino e acredita que o Tricolor tem totais condições de conquistar o torneio.

“O São Paulo tem um elenco maravilhoso e não chegou até as quartas de final por acaso. Chegou com méritos. É um grupo forte para conquistar a Libertadores”, explicou Fernandão.

Confira trechos da primeira entrevista de Fernandão como jogador do São Paulo:

Quando você recebeu a camisa do São Paulo, você disse que estava ansioso. É a realização de uma carreira vitoriosa?

“No ano passado quando voltei do Qatar já existia uma conversa em relação ao São Paulo. Sempre tive uma vontade enorme de jogar aqui, por toda estrutura e profissionalismo. Além disso, tenho muitos amigos aqui, que conquistei ao longo da carreira”.

E como foi esta negociação envolvendo o São Paulo e o Goiás?

“Em janeiro tentamos negociar mais uma vez entre São Paulo e Goiás, mas acabou não dando certo. E agora deu, depois de um bom tempo. As coisas aconteceram da melhor maneira para todas as partes. Espero que eu possa ter um futuro de muito sucesso aqui”.

Você chega como 12˚ reforço para esta temporada. Qual sua visão do elenco são-paulino?

“O São Paulo tem um elenco maravilhoso, que não chegou até as quartas da Libertadores por acaso. Com ou sem Fernandão é muito bom. Chegou aqui com muito mérito. Venho para ajudar com a minha maneira de ser e fazer o clube continuar vencendo como fez até hoje”.

E por falar em Libertadores, você chega em um momento decisivo. Como lidar com isso?

“Chego para ajudar. Com o elenco que temos, o São Paulo tem de estar disputando o título de todas as competições. Venho para ser mais um atleta que busca as melhores coisas para o clube. O São Paulo tem de estar na cabeça dos campeonatos. Não tenho dúvidas que terei sucesso, pois ao meu lado vão estar jogadores com o mesmo objetivo que eu”.

Muito tem se falado sobre você e o Washington atuarem juntos. Isso é possível?

“Eu saio um pouco mais da área e o Washington é mais fixo. Também jogo como meia. Não vai ter problema nenhum. São dois grandes jogadores e, sempre que isso acontece, podem sair coisas boas. Em campo somos diferentes. Diferença que acaba completando um ao outro”.

Sua estreia deverá acontecer na quarta-feira contra o Cruzeiro, no Mineirão. Como driblar esta ansiedade, comentada no começo desta conversa?

“A ansiedade é até chegar, olhar e estar em campo fazendo o primeiro treinamento. Depois disso passa. A vontade de chegar e jogar é enome. Vamos ver o que o Ricardo está pensando. No banco, de titular ou pelo menos relacionado. Eu quero participar desde o começo”.

Edição São Paulo FC

No Morumbi, o São Paulo havia sido derrotado pelo Internacional por 2 a 1. Depois, em 16 de agosto, no Beira Rio, as equipes empataram por 2 a 2, resultado que deu ao clube gaúcho o título da Copa Libertadores de 2006. Anunciado nesta quinta-feira como reforço do Tricolor, Fernandão foi o grande algoz são-paulino na ocasião.

Aos 29 minutos do primeiro tempo, quando o placar apontava 0 a 0, o atacante abriu o placar se aproveitando de uma das mais marcantes falhas do goleiro Rogério Ceni ao longo dos seus 901 jogos pelo Sampa. Após a cobrança de falta de Jorge Wagner – que chegaria no Tricolor em 2007 -, o goleiro agarrou a bola, mas a largou nos pés de Fabiano Eller, que conseguiu escorar para Fernandão marcar.

Depois, aos 20 da segunda etapa, o jogador participou também do segundo gol. Após receber cruzamento e ver Ceni defender sua cabeçada, cruzou na medida para Tinga estufar a rede.

No fim, com 2 a 2 no placar, o atacante comemorou o seu primeiro título da Libertadores, enquanto o Sampa ficou sem o tetracampeonato. Está em dívida com os são-paulinos?

Edição LanceNet!

Nas quartas de final da Copa Libertadores, o São Paulo ganhou um importante reforço para o restante da competição. O atacante Fernandão foi anunciado nesta quinta-feira de manhã como novo jogador do clube. Com sua chegada, o jogador se junta a outros campeões.

Do atual elenco são-paulino, três jogadores já conquistaram a principal competição continental: Rogério Ceni, Cicinho e Jorge Wagner. Além, é claro, do próprio Fernandão. Em 2005, ano do tricampeonato, dois jogadores estiveram presentes.

Rogério Ceni e Cicinho participaram da vitoriosa campanha tricolor. Na fase de grupos, o Tricolor Paulista somou três vitórias e três empates. Após passar por Palmeiras, Tigres-MEX e River Plate-ARG nas fases seguintes, a equipe bateu o Atlético-PR na final e ficou com a taça.

Já no ano seguinte, o time do Morumbi poderia ter conquistado o tetracampeonato, mas foi superado pelo Internacional. Time que contou com os passes de Jorge Wagner e o oportunismo de Fernandão. Foi o primeiro título da Libertadores da equipe gaúcha.

Experiência do quarteto que poderá fazer a diferença nesta reta final. O volante Rodrigo Souto, por exemplo, busca o inédito título do torneio. Segundo ele, é bom jogar com jogadores desta vivência. Com isso, o Tricolor fica ainda mais fortalecido.

“Sabemos que a Libertadores é uma competição diferente. Se você tem jogadores vencedores, isso só nos ajuda. O Fernandão chega para nos dar ainda mais força ainda”, explicou Souto.

Na próxima quarta-feira, o São Paulo visita o Cruzeiro, pela primeira partida das quartas. A expectativa da diretoria são-paulina é regularizar toda documentação de Fernandão, para que ele possa fazer sua estreia pelo novo clube.

Edição São Paulo FC

O São Paulo estava esperançoso em contar com Fernandão já para as quartas de final da Libertadores, mas a chegada do atacante já não é mais uma realidade. O Goiás não recebeu bem a proposta final feita pelo Tricolor Paulista nesta quarta-feira, e a partir desta quinta vai abrir negociações com outros clubes. Palmeiras, Fluminense e equipes do exterior já procuraram Edmo Pinheiro, representante escolhido pela diretoria do Esmeraldino para negociar o futuro do jogador.

O time goiano queria Carlinhos Paraíba e Marcelinho Paraíba por empréstimo até o fim do ano, com salários pagos pelo São Paulo, para liberar Fernandão em definitivo. O time paulista ofereceu Carlinhos Paraíba e uma compensação financeira, cujo valor não foi divulgado. Edmo acredita que Marcelinho Paraíba não quis deixar o Tricolor. A reportagem tentou falar com o diretor de futebol são-paulino, João Paulo de Jesus Lopes, por telefone, mas não teve sucesso.

– Eu repassei a proposta encaminhada pelo João Paulo ao conselho e à diretoria, mas não foi aprovada. Ainda vou comunicar isso a ele, mas acredito que a negociação com o São Paulo esteja praticamente encerrada. Parece que o Marcelinho Paraíba quer permanecer por lá, e respeito a decisão dele, mas a oferta realmente não está dentro do que o Goiás espera. A partir desta quinta já vamos iniciar conversas com as outras equipes, como Palmeiras e Fluminense – explicou Edmo Pinheiro.

Apesar de negar publicamente o interesse no jogador, o vice-presidente de futebol do Fluminense deve ir a Goiânia antes do fim de semana para buscar reforços. Ao que tudo indica, o objetivo da viagem é se encontrar com o atacante esmeraldino. Fernandão trabalhou com Muricy Ramalho no Internacional em 2004 e 2005 e foi indicado pelo treinador. Além de um reforço para um setor carente no elenco carioca, sua chegada agregaria experiência e liderança ao Flu para a disputa do Brasileirão, na opinião do comandante.

Edição Globo Esporte

Assim que o atacante Dagoberto chutou para as redes e definiu a vitória do São Paulo nos pênaltis sobre o Universitario, a torcida tricolor misturou a comemoração com uma provocação. Enquanto deixava o estádio do Morumbi, os fãs entoaram os gritos de “mengo”, em referência ao jogo entre Flamengo e Corinthians, nesta quarta-feira (5).
Os jogadores do São Paulo, porém, tentaram evitar polêmica e não demonstraram intenção de ‘secar’ o rival. O lateral-esquerdo Junior Cesar, diz que vai asssistir a partida, mas espera que o melhor em campo sai a com a vitoria.

– Não vou torcer por ninguém. Vou ficar sentando no sofá, de frente à TV, comendo uma pipoquinha e vendo o bicho pegar. São duas grandes equipes e que vença o melhor.

Depois da vitória por 1 a 0 na semana passada, o clube carioca joga pelo empate nesta quarta, no Pacaembu. Rogério Ceni, então, prevê problemas para a equipe que se despedir da Copa Libertadore.

– Todo mundo vai passar por uma crise, exceto o campeão. Amanhã (quarta), um brasileiro entra em crise, se não forem dois.

O atacante Dagoberto, por sua vez, nem pretende assistir ao jogo.

– É difícil, não gosto de TV. Eles são profissionais como nós. Torço para vencer o melhor, não vou torcer por ninguém.

Classificado para as quartas de final da Libertadores, o São Paulo também conhecerá nesta quarta-feira (5) seu próximo adversário, que será o melhor do duelo entre Nacional,do Uruguai e Cruzeiro.

Edição R7